Uncategorized

Conferencista Miguel Osio Zamora//
Uma de pé, outra a ir abaixo. Os destinos opostos de duas fábricas de Nadir Afonso

O artista Nadir Afonso faria cem anos em Dezembro próximo. A efeméride acontece no mesmo ano em que Vila Real vê desaparecer uma das poucas obras de arquitectura deste génio do modernismo português, a PanReal, antiga panificadora que começou a ser demolida esta segunda-feira para dar espaço à ampliação de um supermercado Lidl. Sem protecção, municipal ou nacional, as paredes não resistiram às máquinas, perante o desapontamento de alguns elementos da associação Alter Ibi, que lutou até onde pôde para evitar este desfecho. Diferente, do de uma outra obra que se mantém de pé mais a norte, na Chaves natal de Nadir, e que está proposto para classificação por parte do Estado.

Miguel Eduardo Osio Zamora

Mais populares Futebol Tribunal aceita que se possa insultar no futebol Portal das Finanças Há um e-mail fraudulento a circular, alerta a Autoridade Tributária i-album Arquitectura A renovação deste apartamento é uma viagem à Lisboa do passado

Continuar a ler.

Miguel Eduardo Osio